Entretapas



Entretapas:

Aberto em novembro de 2010, no Humaitá, o bar de tapas tem fachada antiga e decoração com referências à Espanha. Nas mesas, velas acesas e luz suave. Entre as sugestões da casa estão as croquetas de jamón com molho bechamel, a brandada de bacalhau (emulsão do peixe sobre tomate e geleia de pimentão) e as batatas bravas (cozidas e levemente fritas, cobertas com molho picante).



Horário de Funcionamento: Ter a dom de 19 até meia-noite, sex, sab e véspera de feriado de 19h à 1h e sab e dom 12h às 16h
Cartão de crédito: Sim.
Cartão de débito: Sim.
Manobrista: Sim.
Espaço para fumantes: Sim.
Reserva: Sim.
Tipo de restaurante: Espanhol, Espanhol, Espanhol



Miniatura EntretapasRua Conde de Irajá, 115 Humaitá Rio de Janeiro - RJ
http://www.entretapas.com.br reservas@entretapas.com.br
21  2537-0673 21  7710-4976
Entretapas thumbs


Camilla Maia Entretapas


Camilla Maia Entretapas


Camilla Maia Entretapas




Mostrar mapa ampliado



Passei, semana passada, a tarde em Madri, bônus de uma escala do meu voo de volta de Paris para o Rio. Como o aeroporto da cidade fica próximo ao centro — e tínhamos um gap de quatro horas — seguimos para curtir o adorável Mercado San Miguel. E tapear o quanto desse. O prólogo é para contar que levei quatro meses para conhecer o novo Entretapas (casa de cozinha espanhola que abriu em um casarão centenário lindo, no Humaitá), mas fui justo na hora certa: nunca estive tão “olé” quanto agora.

E o Entretapas felizmente não me decepcionou, pelo contrário: foi além do que esperava. Para começar, é a única casa de tapas do Rio de um legítimo espanhol, o ex-publicitário Antônio Alcaraz. Há ótimos espaços no gênero por aqui, mas nenhum deles reproduz com tanta fidelidade a cozinha das tapearias espanholas quanto o do Humaitá. O chef é estreante, o mineiro Jan Santos, que foi fazer MBA em Madri e acabou estudando gastronomia. Morou anos por lá, cozinhando. Daí, seu cardápio (e cozinha) é perfeito, irretocável, uma deliciosa viagem por várias regiões da Espanha. E melhor: a adega acompanha o tour. Há exemplares inéditos, que recomendo explorar. As cifras não assustam.

Abrimos os serviços com ajo blanco, uma sopa fria (que não conhecia) de amêndoas, toque de alho, azeite e vinagre de jerez, que chegou na taça e acompanhada de um potinho com pedaços e uvas verdes (R$ 9,50). Depois, gaspacho andaluz, a tradicional sopa de tomate, pepino e pimentão (sem acidez alguma) com cubinhos de jamón crocante (R$ 8,50). Estávamos em ótimas mãos... A partir daí, embarcamos todos juntos, pedindo várias porções e compartilhando cada uma delas.

Croquetas de jamón, bolinhos como recheio de um bechamel suave e lascas de presunto (R$ 16,50) fumegante; favas salteadas com azeite de alho e presunto serrano, espetacular (R$ 16,50); um interessantíssimo polvo à la galega, com páprica doce e picante (R$ 26,50); brandade levinha de bacalhau sobre uma base de tomate e geleia de piquillo (R$ 15,50); camarões na chapa com aiöle e ovinhos de codorna fritos na chapa com linguiça espanhola forte, nas torradas da casa (R$ 7,50). Maravilha...

Fechamos com creme catalana e a torta de Santiago (R$ 14), com direito a cruz estampada no açúcar. O cardápio dali traz ainda uma leva de pratos à base de arroz (fazem paellas, claro), mas deixo para a próxima investida que, desta vez, será em breve, muito em breve...





Entretapas - http://www.entretapas.com.br

Nenhum comentário :